Somos cartas de Cristo

Você ama pregar a palavra de Deus, mas tem dificuldades para preparar uma pregação? CLIQUE AQUI



cartas-cristoTexto: II Coríntios 3:1-6
Propósito geral: Consagração
Propósito especifico: Demonstrar que os crentes devem ser transparentes como uma carta aberta em que todos podem ler.

INTRODUÇÃO
Todos gostam de receber cartas. No texto, Paulo fala sobre o crente como “uma carta de Cristo”. Isso implica uma realidade tremenda para nós. Aquilo que Deus deseja comunicar às pessoas com as quais nos relacionamos precisa estar escrito em nós. Deve ser visto em nossas vidas.


TRANSIÇÃO: Para sermos cartas de Cristo são necessárias três condições.

I - PRECISAM SER ABERTAS - (v 2-3)
Ao receber uma correspondência queremos logo conhecer o seu conteúdo. Isso quer dizer que a nossa vida deve ser uma exposição aberta para o conhecimento dos familiares, vizinhos, amigos, colegas, da comunidade em geral. Os princípios cristãos precisam ser vistos em nós. Não necessitamos de cartas de recomendações (v. 1); somos cartas pessoais “nossas cartas” (v. 2); somos cartas permanentes “escritas em nossos corações” (v. 2); Somos cartas públicas conhecidas e lidas por todos os homens (v 2). A autenticidade do crente como carta de Cristo é demonstrada por um ministério administrado “ministrado por nós” (v. 3); um ministério de origem sobrenatural “escrito com o Espírito do Deus vivo” (v. 3); um ministério de testemunho “escrita no coração” (v. 3   cf. Jr 24:7; 31:33;  Ez 11:19).

II - PRECISAM SER LEGÍVEIS - (v. 3)
Se recebermos carta redigida numa língua desconhecida vamos ficar frustrados. Uma carta ilegível, com palavras desconexas e letra apagada impossibilita a leitura. A carta precisa ser legível. Assim deve ser o crente. A vida cristã que expressamos não pode ser dúbia, confusa, insegura e sem firmeza. É necessário que todos vejam no crente uma conduta que faça sentido, seja definida, coerente e estável. Será que somos uma carta legível?

III - PRECISAM TRAZER BOAS NOTÍCIAS - (v. 5-6)
Carta ideal trás notícias alegres. Paulo diz que somos ministros de uma nova aliança (v. 6). Que boa notícia temos para quem nos lê? São novas de Salvação, de amor, de paz que vem de Deus por meio de Cristo (1:2). As pessoas precisam ver estas boas novas escritas em nós, sendo reveladas no nosso dia-a-dia. O v. 5, diz que nossa competência, idoneidade e qualificação vêm de Deus (I Co 15:10). Deus nos fez ministros competentes (v. 6). Mas para isso devemos ser: Uma nova criatura (II Co 5:17); uma pessoa regenerada; uma pessoa observadora de um novo mandamento (I Jo 2:7-8); uma pessoa que canta um novo cântico (Ap 14:3); uma pessoa que busca um novo céu e uma nova terra (II Pe 3:13). Que tipo de notícias transmitimos às outras pessoas através de nossas vidas?

CONCLUSÃO
Ilustração: Certa vez um homem enviou uma carta para um amigo seu avisando-o de uma ameaça de morte. O portador esqueceu-se de entregar. Ao saber da morte do destinatário, era tarde. Uma carta fechada e não entregue, causou a morte de alguém. Não permitamos que isso aconteça.
Sejamos uma carta aberta, legível, que anuncia a vida maravilhosa em Cristo Jesus.

Autor: Rubens Giglione

Quer ir mais alem do que estudar esse Artigo e ter em sua disposição materiais de apoio que lhe ajudarão a preparar e elaborar suas pregações e estudos Biblicos?

Eu Mefibosete Bastos recomendo esse material que mais de 6500 pessoas já Adquiriram.
Um material voltado para Pregadores Iniciantes com videos explicativos e ebooks PDF
CLIQUE AQUI AGORA E CONFIRA O SUPER KIT MANUAL DO PREGADOR

Se Gostou, Compartilhe

FacebookTwitterGoogle+


EmoticonEmoticon