Como vencer as estratégias do diabo

Você ama pregar a palavra de Deus, mas tem dificuldades para preparar uma pregação? CLIQUE AQUI



como-vencer-as-estrategias-do-diaboINTRODUÇÃO 

Em toda a trajetória da vida do homem existe a ação do diabo e a ação dc Deus. O diabo é a principal causa da destruição do homem, e sempre tentará prejudicar e embaraçar a marcha da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, mas Deus sempre prevalece e neutraliza a ação do diabo. 

O DIABO É:
Um espírito mau; um espírito maligno, espírito das trevas; Satanás, Lúcifer. A palavra “diabo” vem do grego e significa difamador ou “falso acusador”. A antiga palavra hebraica para “diabo” era “saà”. Ele é o responsável por todo o mal, e lidera as legiões de anjos maus.
É o chefe dos demônios, o anjo que se rebelou contra Deus. 


1. ALGUMAS AÇÕES DO DIABO PARA DESTRUIR A OBRA DE DEUS 

1.1 — O adversário se inquieta com a construção do templo:
“Ouvindo, pois. os adversários de Judá e Benjamim que os que tomaram do cativeiro edificavam o templo ao Senhor Deus de Israel...” (Esdras 4.1).

Na trajetória de nossa vida, o diabo sempre irá levantar pessoas contra nós. Enquanto o templo estiver destruído, ninguém se importa com ele. Mas quando o templo começa a ser construído, os adversários se levantam para atrapalhar a obra. Quando a nossa comunhão com Deus está destruída, somos pessoas simpáticas e rodeadas de amigos, mas, quando nos tornamos servos de Deus, o mundo passa a odiar-nos.

EXPERIÊNCIAS ESPIRITUAIS

Há um jovem que trabalha na minha empresa, numa área especializada em filmagens e gravações em fitas de vídeo, que tinha um bom relacionamento com sua esposa. Como ele trabalha diretamente Com os meus produtos, ouvindo constantemente as minhas pregações, tem vivido novas experiências na vida cristã. E o resultado disto tudo é que toda a sua família, que antes o tinha com grande estima, está agora se voltando contra ele. 

1.2 — Usa atividades perversas: “. .chegaram -se a Zorobabel e aos chefes dos pais e disseram-lhes: Deixai-nos edificar convosco...” (Esdras 4.2). 

A intenção dos inimigos neste versículo não era ajudar a construir o templo, mas neutralizar a sua construção. O adversário finge ser o nosso amigo para tentar atrapalhar a nossa caminhada. Ele se junta ao povo de Deus para tentar destruí-lo. O crente deve ter cuidado com as suas amizades. 

1.3 — O adversário tenta debilitar o povo de Deus: “Todavia, o povo da terra debilitava...” (Esdras 4.4). 

O diabo tenta debilitar a nossa fé, destruir a nossa comunhão com Deus para que não tenhamos mais graça nem prazer de buscar e servir ao Senhor. Na seqüência deste mesmo versículo 4, os inimigos não só debilitavam como também importunavam: “...e inquietava-os no edificar”. Quando alguém tenta inquietar-nos, está procurando tirar o nosso equilíbrio emocional e a nossa razão. 

1.4 - Frustram os planos do povo de Deus: “E alugaram contra eles conselheiros para frustrarem o seu plano...” (1 Reis 4.5). 

O povo de Deus tem um objetivo, e é esse objetivo que o inimigo quer tirar do crente. O diabo quer impedir que os nossos objetivos cristãos não sejam concretizados. O diabo não quer ver o crente cercado de bens nem os seus projetos concluídos. 

1.5 — O adversário tenta acusar: “Saiba o re que os judeus que subiram de ti vieram a nova Jerusalém, e edificam aquela rebelde e malvada cidade (...) não pagarão os direitos, os tributos e as rendas...” (Esdras 4.12). 

Os inimigos da Casa de Deus escreveram uma acusação ao rei Assuero contra os habitantes de Judá e de Jerusalém. O crente deve estar preparado para enfrentar as acusações do diabo, e fazer como Neemias (Neemias 6.3). Não podemos parar para dar justificativa aos nossos inimigos. Os projetos de Deus para a nossa vida são mais importantes do que as calúnias que poss am levantar contra nós. 

1.6 — O inimigo usa a força e a violência: “...e os impediram à força de braço e com violência” (1 Reis 4.23).
O apóstolo Paulo também havia passado por esta experiência. Ele registra em 2 Coríntios 1 1.24,25 o que sofreu por amor ao Evangelho: tomou dos judeus cinco quarentenas de açoites (196 chibatadas), três vezes foi açoitado com varas, uma vez foi apedrejado. As forças espirituais da maldade muitas vezes se levantam com violência para tentar acabar com a nossa fé. 

1.7 — O diabo consegue vitórias parciais: “Então, cessou a obra da Casa de Deus, que estava em Jerusalém...” (Esdras 4.24).

 Paulo também disse que Satanás o havia impedido de visitar os crentes em Tessalônica (1Tessalonicenses 2.18). A obra de Deus, em Jerusalém, ficou parada durante um ano. O diabo conseguiu por um instante parar a obra de Deus. 

A AÇÃO DE DEUS CONTRA O INIMIGO É: 

2.1 — Afastar o inimigo: agora, pois, Tatenai, governador de além do rio, Setar-Bozenai e os seus companheiros, os afarsaquitas, que estais de além do rio, apartai-vos dali” Esdras 6.6).
Neste versículo são citados os nomes dos inimigos que se levantaram para impedir a construção da cidade e do templo. Eles receberam ordem para se manterem longe da obra de Deus. 

2.2 — Tirar o impedimento: “Também por mim se decreta o que haveis de fazer com os anciãos dos judeus, para que edifiquem a Casa de Deus...” (Esdras 6.8).
Não haverá impedimento algum contra os servos de Deus. Se Deus estiver agindo por Sua Igreja, não haverá impedimento algum, pois o Senhor é poderoso (Isaias 43.13d). 

2.3—Providenciar os recursos necessários: “E o que for necessário C..) dê-se-lhes de dia em dia, para que não haja falta...” (Esdras 6.9).
Se Deus alimentou mais de dois milhões de israelitas rebeldes e murmuradores no deserto durante 40 anos, guiando-os de noite com uma coluna de fogo e de dia por meio de uma coluna de nuvem, imagine o que Ele fará para defender a Sua Igreja eleita e preciosa. 

2.4 — Destruir quem se levantar contra a sua obra: “...todo homem que mudar este decreto, um madeiro se arrancará (...) e o pendurarão nele... “ (Esdras 6.11).
Primeiramente, Deus afasta os inimigos, mas há também um tempo em que os inimigos são destruídos. Ele protege o Seu povo em todos os momentos (Salmos 27.2). 

2.5 — Usar o inimigo para abençoar: ‘.. Tarenai e os seus companheiros assim fizeram (...), conforme o que decretara o rei Da rio” (Esdras 6.13).
Os inimigos que estavam contra a obra foram obrigados a cumprir o decreto a favor. Deus muda o coração do inimigo para abençoar o seu povo. 

2.6 — Fazer o vento soprar favoravelmente: “E os anciãos dos judeus iam edificando e prosperando...” (Esdras 6.14).
O Senhor não só fez com que os inimigos se curvassem diante de Sua obra. Ele também usou os reis para abençoar. Ciro, Dano e Artaxexes, rei da Pérsia, todos se levantarem favoráveis à obra de Deus. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã (Salmo 30.5). 

2.7— ‘Alegrar o coração dos seus servos: “E celebraram a Festa dos Pães Asmos os sete dias Com alegria...” (Esdras 6.22).
Temos muitos motivos para celebrar a vitória em nossa vida. Cada vez que Deus nos dá um livramento, temos de celebrar, alegrar a nossa alma pelo fato de ter o Senhor transformado o nosso choro em alegria. O crente que recebeu a vitória do Senhor deve celebrar festa e alegrar o seu coração.

CONCLUSÃO

Por que Deus trabalha em nosso favor, afastando e destruindo o inimigo ou usando-o para nos abençoar? Porque Ele quer que celebremos a nossa vitória. O Senhor (leu vitória aos Seus servos, porque eles estavam construindo uma Casa para adorar a Deus. 

Fonte: Livro Pregando poderosamente a palavra de Deus
Autor: Pr. Silas Malafaia

Quer ir mais alem do que estudar esse Artigo e ter em sua disposição materiais de apoio que lhe ajudarão a preparar e elaborar suas pregações e estudos Biblicos?

Eu Mefibosete Bastos recomendo esse material que mais de 6500 pessoas já Adquiriram.
Um material voltado para Pregadores Iniciantes com videos explicativos e ebooks PDF
CLIQUE AQUI AGORA E CONFIRA O SUPER KIT MANUAL DO PREGADOR

Se Gostou, Compartilhe

FacebookTwitterGoogle+

2 blogger-facebook

É o Deus do livramento, enfrentaras o diabo e ele se afastará!!! Glória Deus!!

É o Deus do livramento, enfrentaras o diabo e ele se afastará!!! Glória Deus!!


EmoticonEmoticon