Aprendendo com Raquel e Lia

Você ama pregar a palavra de Deus, mas tem dificuldades para preparar uma pregação? CLIQUE AQUI



“AS DUAS FILHAS DE LABÃO”

TEXTO: Gên. 29: 16 e 17
INTRODUÇÃO
        Yaacov, ou Jacó, é o terceiro de uma linhagem patriarcal, filho de Itzak com Rebeca, ou Rebeca. Yaacov é o maior mal entendido que muito temos pregado em cima de nossos púlpitos, pois Jacó não tem nada a ver com
enganador ou suplantador, Yaacov não roubou a benção de seu irmão, ele pagou por ela, pode ter sido “barato”, mas pagou, nome Yaacov significa aquele que agarra, que segura, Yaacov é o contrário de seu irmão Echav, ou Esaú, pois seu irmão não tia compromisso com o Deus de seu pai, mas Yaacov sim.
        Após ter que fugir da ira de seu irmão Echav, ele parte para uma viagem solitária. Em obediência a sua mãe, aquela que não mais veria viva, pois quando ele volta sua amada mãe já havia sido sepultada.
        Então chegando ao final de sua jornada, Yaacov, chega à casa de seu tio Lavan, ou Labão em Harã em Paddan-aram. E a bíblia nos diz que Lavan tia duas filhas, Lia a mais velha e Rachel a mais nova, porém Yaacov havia se apaixonado por Rachel, e então aceita trabalhar sete anos por ela, mas foi enganado por seu tio que lhe deu Lia, então Yaacov trabalha mais sete anos por sua amada.
        Yaacov agora tem duas esposas, uma era Lia que não possuía as mesmas características que sua irmã, pois Lia tinha olhos tenros, sua beleza não estava à vista e a outra era Rachel que segundo a bíblia era formosa, e de rara beleza.
        De acordo com o Talmude, Lia e Rachel era gêmeas, nascidas de uma mesma mãe e em um mesmo dia, mas ainda história traçaria mais uma coincidência para ambas, serem esposas do mesmo homem, porém aos olhos do Eterno essa história ainda daria muito que se falar, e que nesta mensagem iremos meditar e isto irá nos aproximar de Deus.
        Porém a revelação desta mensagem é para aqueles que querem e tomar posse da profecia, pois a boa e eterna palavra de Deus nos ensina que se crermos no Senhor nosso Deus estaremos seguros, e se crermos em nossos profetas, prosperaremos (II Cr 20:20), e hoje sou um profeta para sua vida, então meu querido e amado irmão (a), tome posse desta revelação, pois ela foi me dada por sua causa.
        As duas filhas de Labão, esta é a palavra que hoje quero compartilhar com todos os irmãos, que embora suas diferenças, são elas ainda para nós, importantes no contexto histórico cristão, e quero que você também se identifique com esta palavra, e assim crescer espiritualmente. Começaremos por Rachel.
    RACHEL, A MAIS BELA.
        Segundo o Talmude, Lia e Rachel eram irmãs gêmeas, tendo Lia nascido primeiro, por isso chamada de a mais velha. Rachel era de formosa beleza, tudo em seu semblante era vistoso, sendo seus cabelos lindo e sedosos, sua pele macia e sem manchas, e o que dizer de seus olhos, eram olhos que pareciam olharem dentro de nossas almas, mulher de um sorriso extravagante e dona de uma alegria imensa, pois era ela uma bela mulher.
        Nossa sociedade não difere muito da sociedade daquela época, pois tudo que é agradável aos olhos chama atenção, e quando alguém se sente bonita, acaba por ficar vaidosa, não que Rachel fosse vaidosa, mas todos sabiam que ela era bela, e isso por muitas vezes fazia com que mesmo sem querer Rachel acabasse por humilhar sua irmã, pois quando Rachel se olhava no reflexo das águas, deixava por transparecer sua altivez, vaidade e prepotência.
        É bem verdade que Rachel amada a Yaacov, pois a beleza dela perturbou o coração do nosso patriarca. E penso que quando Rachel chega a sua casa, ela começa a dizer a todos que teria sido pedida em casamento por Yaacov, e aceitou, e rapidamente vai ver seu enxoval, porém nem percebe que em um canto da sala estava sua irmã, Lia, triste e se sentindo rejeitada, pois a tradição da época dizia que a mais velha deveria casar-se primeiro.
        O desejo de Rachel em se casar, a fez esquecer-se dos sonhos de sua irmã gêmea. Por um momento Rachel se tornou realmente altiva, pois creio que os elogios de Yaacov para Rachel ficaram explícitos naquela casa.
        Muitos de nós temos nos tornados como Rachel em meio a nossa casa, e estamos altivos e de “nariz empinado”, somos pessoas egoístas que acabamos por menosprezar os sonhos de nossos irmãos, e bem verdade que no íntimo, nossos interesses não são estes, mas ao recebermos elogios ficamos “inchados” de orgulho, pois o amor de Rachel por Lia foi afogado pelos seus desejos, então nos esquecemos que o maior dos mandamentos é o amor, mas se o orgulho e a beleza exterior encobrem o amor, a minha bíblia diz que o amor encobre uma multidão de pecados. Basta um elogio do pastor, ou uma benção de Deus, que ficamos como Rachel. Talvez por isso Jesus Tenha dito a João na ilha de Patmos, que devemos nos arrepender e voltarmos ao primeiro amor.
        Embora Rachel mesmo sem querer tivesse colocado Lia em uma depressão, ela não sabia que Lia também havia se apaixonado por Yaacov, mas lá do alto e sublime trono estava alguém que tudo vê então a voz do Espírito Santo ecoa no coração de Rachel. O Talmude diz que Rachel havia dito a Yaacov que seu pai, Labão era astuto, e então os dois combinaram alguns sinais para que no dia do casamento Yaacov não fosse enganado.
        Os dias se passam Yaacov já teria trabalhado por Rachel sete anos, agora ele chega até Labão e requer sua esposa, e na noite de núpcias Yaacov entra na tenda esperando ter uma noite de amor com Rachel, só que agora chegara a hora de Rachel chorar, pois ela precisava ser curada do mal que o orgulho, a altivez, a soberba, a prepotência, e a vaidade lhe causaram.
        Tenho um desejo em meu coração, neste momento, é que cada um de nós sejamos mais cobrados e que nossos defeitos venham a serem mostrados, para que os sentimentos que entraram em Rachel não venham contaminar nossos corações. Sem dúvida Rachel era linda, mas o que vimos foi uma beleza exterior, pois lembre-se do profeta Samuel quando foi ungir um rei na casa de Yesse, o Eterno teve que lhe falar que o homem vê o que esta diante de seus olhos, mas Ele, o Todo Poderoso vê o coração.
        Assim naquela noite não foi Rachel que entrou na tenda com Yaacov, e sim sua irmã. Lembre-se, tem sempre um irmão perto de você que está esperando sua ajuda em um momento difícil, não haja como Rachel.

LIA, A DESPREZADA.
        Lemos que Lia era desprezada pelas pessoas que estavam em sua volta, pois a bíblia diz que ela tinha olhos tenros, que em outra tradução significa enfermos. Talvez Lia era míope, ou outro problema relacionado à visão, por isso Rachel levava as ovelhas para beber água e não Lia. E ainda o nome Lia, tem o significado de fadigada.
        Penso que Lia, com o passar dos tempos, sempre olhava para beleza de Rachel e se perguntava o porquê ela não tinha os mesmos atributos da irmã, sendo que eram gêmeas vindas do mesmo pai e da mesma mãe, criada e crescidas na mesma casa. Ainda creio que Lia se escondia para chorar e lamentar ser não tão bela quanto sua irmã, e em seus prantos ela clamava ao Eterno o medo de nunca se casar e ter filhos.
        Quantas vezes ficamos perguntando “porque Senhor?” quando na verdade deveríamos perguntar “pra que Senhor?”, tudo tem um propósito debaixo do céu, Deus não se esqueceu de você, Ele está apenas te provando, pois não se pode aprovar quem nunca foi provado.
        Tudo estava preparado para que Rachel se casasse com Yaacov, e ela pensava o mesmo, mas se esqueceu de uma velha tradição que seu povo preservava, de que a mais nova nunca poderia casar-se na frente da mais velha. Naquele momento Lia Chega a seu pai e o recorda da lei de seu povo, fazendo valer seus direitos. Então Labão manda chamar Rachel, que rapidamente vem talvez pensando que seu pai tivera alguma idéia nova para o casamento, e quando chega, vê sua irmão que sempre era vista como fadigada chorando, e ouve de seu pai a lei de seu povo, naquele momento O Eterno começa a tratar com o coração de Rachel, que ao ver sua irmã chorando tem por ela uma infinita compaixão. Então Rachel pede que seu pai saia, e conta pra Lia os sinais que combinara com Yaacov.
        Chegou o momento da mais desprezada ser exaltada, da fadigada ser presenteada, daquela que tinha olhos doentes sorrir de verdade. A ordem era que Lia se preparasse para o casamento, pois a lei assegurava a ela o direito de ser a primeira esposa de Yaacov. Há uma lei a seu favor no reino celestial, meu querido irmão (a) Lia. Então acontece o grande casamento de Lia com seu amado Yaacov.
Sábios judeus, dizem que a aparente rivalidade das duas irmãs pela atenção do marido não era motivada por ciúmes. Na verdade, as duas foram escolhidas por Deus para serem mães de Seu povo. Ambas eram sabias, e sabiam que eram incapazes sozinhas de gerar filhos em número suficiente para construir a futura Nação de Israel.
Segundo os sábios judeus, Lia estava destinada a ser a mãe de sete das doze tribos de Israel. Mas isto significava que Rachel daria à luz um único filho. Sentindo compaixão por sua irmã, que só tivera um filho, Lia orou ao Eterno para que Rachel concebesse um segundo filho. Assim ela própria seria mãe de apenas seis tribos. Através de suas preces, Lia poupou sua irmã da humilhação de dar à luz menos tribos do que as escravas, que tiveram cada uma dois filhos. (Esta é uma das versões para o ocorrido).
Pela descrição do texto bíblico, Lia, que não era uma beldade como as outras matriarcas, mas sim uma figura pálida, foi, no entanto, privilegiada com duas das maiores virtudes: a humildade e a gratidão. Ao chamar seu filho Judá, Lia tornou-se a primeira pessoa na Bíblia a expressar gratidão a Deus. “Yah hu Dah”, significa obrigada. Por isto o Talmude afirma que “desde a Criação do mundo, ninguém havia agradecido a Deus, até que veio Lia e agradeceu ao Senhor”.
        Espere só mais um pouquinho, a carruagem de Deus já está a caminho de sua casa, pois o que Deus viu em você é muito maior do que você mesmo imagina. Jeová te ama, e nunca te deixará ser humilhado, pois o que Ele construiu para você, ninguém pode se apossar. Creia.

    CONCLUSÃO
        Meu caro irmão, Deus sempre nos dará primeiro o necessário e depois o supérfluo, pois veja bem:
        Rachel representa a vida emocional de Yaacov, mas Lia a vida Espiritual. Rachel teve dois filhos com Yaacov, um foi José e Benjamim, mas Lia teve sete filhos com Yaacov, seis homens e uma mulher, que são eles: Rubem, Simeão, Levi, Judá, Issacar, Zebulom e Diná. Veja, terceiro filho de Lia foi Levi, do qual vira a linhagem daqueles que cuidariam dos afazeres da casa de Deus, os únicos que podiam tocar na vara da Arca do Senhor, o quarto filho de Lia foi Yhurruda, do qual veio Messias prometido, aquele que haveria de salvar os oprimidos, aqueles que ainda são desprezados e humilhados.

Autor e Fonte
Pr. Alexandre Augusto
Contatos: 0xx35.9199.71.01
ou 0xx35.3621.16.17

Quer ir mais alem do que estudar esse Artigo e ter em sua disposição materiais de apoio que lhe ajudarão a preparar e elaborar suas pregações e estudos Biblicos?

Eu Mefibosete Bastos recomendo esse material que mais de 6500 pessoas já Adquiriram.
Um material voltado para Pregadores Iniciantes com videos explicativos e ebooks PDF
CLIQUE AQUI AGORA E CONFIRA O SUPER KIT MANUAL DO PREGADOR

Se Gostou, Compartilhe

FacebookTwitterGoogle+

5 blogger-facebook

Adorei esse estudo que Deus abençoe e possa servir de lição para todos parabéns pastor que Deus continue abençoando a sua vida.

Ja nao vemos mais nas igrejas palavras abençoadas iguais a esta paz do senhor continuem na graça e na presença do Senhor Jesus...

amei o estudo ja vi pregação de lia e raquel mas não igual a está


EmoticonEmoticon