Somente uma palavra

Você ama pregar a palavra de Deus, mas tem dificuldades para preparar uma pregação? CLIQUE AQUI


Texto Bíblico: Mateus 8.5-10
O Centurião de Cafarnaum
1- “Cafarnaum”. (Mc 1.21; Mt 4.13). Jesus fez dessa cidade o seu lar. Seu quartel-general, seu lar adotivo, após ter sido rejeitado de Nazaré. (Lc 4.16-31). O centro de suas atividades, durante o ministério na Galiléia. Atualmente se chama Tell Hum.
Ficava no extremo norte do lago (cidade à beira mar), em uma estrada para Damasco, na fronteira do
território de Antipas, o que explica o posto de cobrança ou coletoria. (Mc 2.14). Era uma das mais importantes aldeias da Galiléia, sendo lugar apropriado para ali Jesus dar início ao seu ministério.
“Cafarnaum” significa “Vila de Naum”. Provavelmente o nome moderno, “Hum”, é lembrança de seu nome original. “Tell” significa “cômoro”.
2- “Centurião”. Era o comandante militar de uma centúria (companhia de cem homens), mas esse número pode ser maior. A presença de um centurião em Cafarnaum indica que aquela cidade era um posto militar importante do governo romano.
O historiador Políbio diz-nos que os centuriões eram famosos por serem excelentes homens, com freqüência os melhores elementos do exército romano. As divisões do exército romano eram: 1º Legiões; 2º Coorte; e 3º Centúrias. A legião consistia de dez coortes (também chamados bandos). E as coortes consistiam de seis centúrias. A centúria se compunha de cem homens.
Lucas 7.5,9 subentendem que o centurião – não era judeu, embora simpatizasse por Israel e sua fé religiosa.
Presume-se que ele era oficial do excército judaico de Herodes Antipas, e que suas associações com o povo religioso de Israel foram boas para ele. A fé religiosa sempre leva nossas mentes a dimensões maiores da vida.
3- “Criado”. No grego pode significar “filho” ou “escravo”, no uso popular. Talvez o centurião tivesse a afeição pessoal pelo criado, como às vezes sucedia. Lemos que em muitos casos os escravos não pertenciam às classes mais baixas, e que por muitas vezes eram médicos ou professores. Não era raro que um escravo fosse mais instruído e culto que seu Senhor.
4- “Paralítico”. Refere-se a alguma enfermidade dos nervos não sujeita à cura psicológica. Alguns sugerem que a doença talvez fosse tétano, febre reumática, epilepsia ou outra enfermidade grave.
Mas o Centurião, Buscou a Ajuda do Senhor.
“… dize somente uma palavra, e o meu criado sarará.” (Mt 8.8).
“Uma Palavra.” O centurião tinha notável confiança em Jesus.
O poder da Palavra de Deus:
  • Os mundos foram formados pela palavra de Deus. (Hb 11.3).
  • Deus falou e a luz apareceu. (Gn 1.3).
  • Enviou a sua palavra a os sarou. (Sl 107.20).
  • Sua palavra não pode retornar vazia. (Is 55.11).
Resumo: Certamente, uma cura pode ser produzida por uma simples palavra, contando que esteja escudada em uma vida espiritualmente poderosa.
Grandes obras têm sido feitas por sua palavra. Também temos sido espiritualmente curadas pela sua palavra, e esta basta para a cura física, igualmente.

Fonte: Eloizio
Quer ir mais alem do que estudar esse Artigo e ter em sua disposição materiais de apoio que lhe ajudarão a preparar e elaborar suas pregações e estudos Biblicos?

Eu Mefibosete Bastos recomendo esse material que mais de 6500 pessoas já Adquiriram.
Um material voltado para Pregadores Iniciantes com videos explicativos e ebooks PDF
CLIQUE AQUI AGORA E CONFIRA O SUPER KIT MANUAL DO PREGADOR

Se Gostou, Compartilhe

FacebookTwitterGoogle+

2 blogger-facebook

Continuo aqui, e em nome de Jesus continuarei firme nos meus propósitos e jamais voltarei para trás...Amém.
chris_ja17@yahoo.com.br


EmoticonEmoticon