Esboço Marco Feliciano - O que é inferno ?



Antes de você ler o estudo, responda a uma pergunta rápida: Você quer aprender como elaborar seus Semões e Estudos da Bíblia com materiais didáticos, aí no conforto do seu lar, através de livros virtuais e vídeo-aulas explicativas , podendo acessar do seu computador, tablet ou celular? - Clique aqui e saiba como



Algumas características do inferno:

• Jesus pronunciou esta palavra por mais de dez vezes;
• Não foi criado para o homem;
• Foi criado para a punição dos anjos caídos;
• Nele há pranto;
• Nele há sede;
• Nele há ranger de dentes;
• Nele há fogo;
• O fogo do inferno é negro;
• É o lugar de espera de todos os maus elementos: prostitutas, homossexuais, bandidos, ladrões, beberrões, fornicários, adúlteros, seguidores do diabo;
• É o lugar de todos aqueles que dão ouvidos às doutrinas e demônios;
• Não é o último lugar de moradia do homem. Existe o lago e fogo;


É o lugar onde as almas condenadas aguardam o juízo ai;

• Outros nomes: Geena, Seol;
• Uma vez que alguém for enviado para lá, permanecerá á para sempre;
• A Bíblia nos diz: arrebatai os que estão indo para o fogo;
• Ainda diz: escapa-te por tua vida;
• Alguém diz: É invenção das religiões, Deus não criaria m lugar tão horrendo para os seus filhos.

Refutação:

• Não é invenção humana. A Bíblia nos dá provas disto;
• Deus não é carrasco, é verdade, porém, Deus é justo.
• Deus não mandaria os seus filhos para o inferno, pois nem todos são seus filhos (João 1:12);
• A Bíblia diz que existem os inimigos de Deus. É para estes que o inferno foi preparado: homens e mulheres, amantes de si mesmos (Romanos 1:23-32).


Conheça os Materiais de Apoio para Pregadores e Ensinadores da Palavra de Deus - Clique Aqui

Se Gostou, Compartilhe

FacebookTwitterGoogle+

9 blogger-facebook

Tremendo , meu Deus!!

obrigado jesus pela minha salvação

Isso e a mas pura verdade...

Sou um salvo por Jesus .e louvo a DEUS por isto

gente de onde foram tirar essa ideia que existe um infernno hen? esse lago de fogo é depois do milenium.

Não existe um inferno hoje a vera no futuro



Algumas informações importantes antes do estudo de um assunto tão “melindroso”:
1) A palavra “inferno” que aparece em nossas Bíblias não existe no original grego ou hebraico (e aramaico) – línguas originais. Esse termo é “latim” (significa “lugar inferior”) e, sendo que a Bíblia não foi escrita originalmente em latim, não deveria ter sido adicionada por alguns tradutores (em outras versões não existe a palavra “inferno”, mas, se preserva as originais: hades, tártaros, sheol, Geena).
2) Morte é morte mesmo. Enquanto não aceitar que a ÚNICA esperança para o cristão que hoje descansa é a RESSURREIÇÃO (1 Tessalonicenses 4:18), deixar de acreditar num “tormento eterno” será impossível. É importante que estude a doutrina bíblica sobre o estado do ser humano na morte (Gênesis 2:7, 3:19; Eclesiastes 3:19-21; 9:5, 6 3 10; Salmo 13:3; Daniel 12:2; Lucas 14:14; 1 Tessalonicenses 4:13-18) e compreenda que os mortos voltarão a ter consciência somente quando Jesus voltar (Lucas 14:14), transformá-los e ressuscitá-los (1 Coríntios 15:51-55). Por isso, não estão desfrutando de alguma recompensa (Salmo 115:17) ou punição (2 Pedro 2:4 afirma que até mesmo os demônios estão reservados para um juízo futuro).

3) A doutrina de um “inferno eterno” veio “sob encomenda” da igreja medieval, que usava a pressão psicológica para conseguir indulgências, obediência e apoio para a inquisição (matar os “hereges”). Antes, os gregos dividiam o “hades” em duas partes: uma onde ficavam as “almas” dos bons e outra em que ficavam as “almas” dos maus. Perceba que a origem do ensino é pagã e medieval.
4) Quando Cristo usa em Marcos 9:43-48 o termo “inferno”, no original é “Geena” e se refere não a um inferno existente, mas, ao lago de fogo que EXISTIRÁ depois do milênio (Apocalipse 20).
5) A justiça eterna de Deus não exige uma eternidade de sofrimento, como afirmam alguns teólogos preocupados mais em filosofar do que em estudar a Bíblia. O amor de Deus e a justiça dEle estão de mãos dadas. Por isso, a justiça eterna de Deus precisa ser vista como fazendo parte do Seu amor eterno. Assim, chegaremos à conclusão de que, por ser eternamente justo, o Senhor permitirá que os maus sejam castigados e depois destruídos definitivamente.

Quando existirá o lago de fogo
As Escrituras não ensinam que há um inferno de fogo, mas sim que haverá.
Um dia, Deus lançará o diabo e seus seguidores em um lago de fogo (Apocalipse 20:10), que só existirá após o período dos mil anos, como mencionei a princípio. Isso é muito claro nas Escrituras, que ensinam ser o juízo um evento futuro (Atos 17:31).
Portanto, os que não foram dignos da Salvação não se encontram hoje “em sofrimento”, mas, num sono profundo (Jeremias 51:57) até o dia em que serão penalizados (João 5:28, 29).
Todos queimarão como palha?
Não. O sofrimento de alguns pecadores durará um período de vários dias e noites (e até mais), porque cada um será recompensado “segundo as suas obras” (Mateus 16:27).
A Bíblia ensina que o castigo varia em “grau e intensidade”, especialmente nos versos a seguir:
“Ai de ti, Corazim! Ai de ti, Betsaida! Porque, se em Tiro e em Sidom se tivessem operado os milagres que em vós se fizeram, há muito que elas se teriam arrependido com pano de saco e cinza. E, contudo, vos digo: no Dia do Juízo, haverá menos rigor para Tiro e Sidom do que para vós outras.” Mateus 11:21-22.
“Aquele servo, porém, que conheceu a vontade de seu senhor e não se aprontou, nem fez segundo a sua vontade será punido com muitos açoites. Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.” Lucas 12:47-48


EmoticonEmoticon